1LINK FACEBOOK   1 LINK INSTAGRAM  
  (31) 3074-3000 |  novoagro@inaes.org.br

0
0
0
s2sdefault

Durante cinco dias, brasileiros e holandeses, divididos em seis grupos, participaram do desafio internacional Biobased Battle e criaram soluções para a redução ou eliminação do desperdício de alimentos.

WhatsApp Image 2018 12 20 at 08.59.09

Superintendente do INAES, Pierre Vilela, entrega o troféu para a vencedora Bruna Lorena Figueiredo.

 

Estima-se que há uma perda de até 50% de tudo que é produzido, durante o processo que se inicia no plantio e termina na gôndola do supermercado. A equipe vencedora, composta por 2 brasileiros e 3 holandeses, apresentou cálculos de viabilidade, modelo de negócio e os impactos social e ambiental do uso do papel filme biodegradável, produzido com fécula de mandioca para embalar manga.

Frutas e vegetais - De acordo com a proposta apresentada, a solução poderia aumentar em até 70% o tempo de vida útil do alimento. Uma das integrantes da equipe vencedora, a engenheira química Bruna Lorena Figueiredo, disse que a tecnologia foi desenvolvida pela Embrapa e poderia ser aplicada tanto em frutas quanto em vegetais: "O desafio foi entender como a tecnologia poderia reduzir a perda de alimentos. A partir dos estudos, verificamos que ela é de baixo custo e de fácil aplicação. Assim, poderemos dar oportunidade para que os produtores rurais possam usar a inovação em suas propriedades".

O superintendente do INAES, Pierre Vilela, participou da banca para a análise das ideias e ressaltou a importância do intercâmbio: "O interessante é estabelecer essa parceria com as universidades holandesas, porque aquele país é um grande centro de distribuição mundial de alimentos. Por isso, há muito o que aprender com eles e, ao mesmo tempo, gerar estímulo para que as universidades brasileiras possam enxergar o agronegócio, os problemas do setor e, assim, possibilitar o surgimento de novas soluções para reduzir as perdas que são significativas e geram prejuízos para toda a cadeia e toda a sociedade".

Mapeamento - O analista de agronegócios do SISTEMA FAEMG, Caio Coimbra, apresentou o mapeamento das perdas na cadeia de hortifrútis no primeiro dia e afirmou que a perda de alimentos gera um grande impacto, o que faz o consumidor paga mais caro pelo produto: "Se chegasse ao público uma maior quantidade de produtos em condições de consumo o preço seria reduzido, e as classes menos favorecidas, teriam mais acesso ao alimento".

Para o gerente de projetos da Universidade de Ciências Aplicadas Avans e coordenador do Biobased Battle Brasil, Erik Lammers, o evento proporciona aos participantes o conhecimento do problema, a sua gravidade e, assim, propor novas soluções: “A batalha entre as equipes é apenas uma parte do processo de cooperação entre os países”.

CONTATO

Avenida do Contorno, 1.771
Floresta, Belo Horizonte, 30.110-005

  (31) 3074-3000

  (31) 3074-3030

  Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

  

1LINK FACEBOOK   1 LINK INSTAGRAM  
back topT2