1LINK FACEBOOK   1 LINK INSTAGRAM  
  (31) 3074-3000 |  novoagro@inaes.org.br

0
0
0
s2sdefault

No último dia 17 de julho, durante a Semana do Fazendeiro, na Universidade Federal de Viçosa, a equipe do projeto NovoAgro 4.0 realizou o primeiro evento Celeiro de Inovação, cujo objetivo foi estimular o empreendedorismo e a discussão de problemas reais do agronegócio mineiro.

celeiro de inovação 2

Com a presença de produtores, pesquisadores, estudantes e interessados em um trabalho voltado à inovação e ao empreendedorismo, a atividade cafeeira foi o foco do encontro.

A partir de metodologia que estabelece um modelo de processo para gerar inovação - compreendendo pesquisa, análise e geração de ideias -, os participantes, divididos em grupos com pelo menos um produtor presente, responsável por apresentar problemas reais enfrentados no dia a dia da produção de café, discutiram possíveis soluções e alternativas para resolver esses problemas.

Os desafios apontados pelos cinco grupos foram:

• Como podemos reeducar o consumidor brasileiro quanto aos cafés de qualidade?
• Como podemos ser mais eficientes na comercialização?
• Como podemos ser mais eficientes ao atingir o mercado de diferenciação de cafés?
• Como podemos estimular o jovem a permanecer no campo?
• Como podemos acompanhar remotamente a gestão da fazenda?

De maneira geral, os três primeiros desafios apontados acima focaram o mercado, com destaque para a comercialização de cafés especiais ou diferenciados. A busca pela produção de cafés selecionados de alta qualidade tem sido uma estratégia crescentemente adotada pelos produtores das regiões de montanha, que obrigatoriamente realizam a colheita manual ou semi-mecanizada na propriedade. Há, no entanto, dificuldades na precificação e comercialização desses cafés, que precisam atingir compradores específicos no mercado, no tempo certo.

O quarto desafio focou a continuidade ou a sucessão no campo, lembrando os inúmeros fatores que afastam a juventude do trabalho em propriedades rurais. Não se trata, naturalmente, apenas do trabalho braçal, que cada vez mais tenderá a ser substituído pela automação, mas também da substituição natural dos empresários ou produtores rurais: os gestores do negócio.

O último desafio vislumbrou a gestão da propriedade, o que tem alta relação com o desafio anterior, podendo se transformar em uma resposta à relativa distância que os “novos” empresários rurais, que estão chegando agora ao campo, têm da realidade rural. Àqueles que estão herdando os negócios rurais das famílias, mas que foram estimulados no passado a deixar o campo e procurar formação e trabalho nas cidades, surge - muitas vezes sem alguma preparação - o desafio de entender e gerir as propriedades, em um ambiente econômico, mercadológico, tecnológico e social muito mais complexo daquele vivido pelos seus antepassados.

Como a tecnologia pode ajudar nessas questões? Os desafios estão postos.

CONTATO

Avenida do Contorno, 1.771
Floresta, Belo Horizonte, 30.110-005

  (31) 3074-3000

  (31) 3074-3030

  Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

  

1LINK FACEBOOK   1 LINK INSTAGRAM  
back topT2